NEFROCALC 2.0
Posologia de Fármacos,
em Adultos com Insuficiência Renal,
pela Fórmula de
Giusti-Hayton-Tozer.

Compare as adaptações posológicas obtidas, com os valores sugeridos na bibliografia abaixo, assim como, observe as 37 recomendações da citação 8.


=Use ponto para separar casas decimais=

Fármacos
Clique sobre um nome para escolher
Fator de ajuste
Entre com o clearance da creatinina*
Clearance ml/min
FA

Método D
Dose normal
  
Dose na IR

Método I
Intervalo normal
  
Intervalo na IR

Método D/I
Dose normal
Intervalo normal
Intervalo desejado
  
Dose ajustada/Int.

FA = Fator de ajuste.
Método D = Dose reduzida, intervalo usual.
Método I = Intervalo prolongado, dose usual.
Método D/I = Associação de ambos.
Dose na IR = mg, g ou U.I.
Intervalo na IR = horas ou dias.

Reposição Pós-Diálise:
[HDc] Pós-Hemodiálise (convencional).
[HDap] Pós-HD (alta permeabilidade).
[HD] Pós-HD (HDc e HDap).
[DP] Pós-Diálise Peritoneal.

Cuidados Especiais:
[a] Não há dados no ajuste de doses em IR.
[b] Evitar quando CLcr 10ml/min.
[c] Não há dados de ajuste em CLcr 10ml/min.
[d]
Evitar quando CLcr 30ml/min.
[e] Não há dados de ajuste em CLcr 30ml/min.
[f] Evitar quando CLcr50ml/min.
[g] Não há dados de ajuste em CLcr 50ml/min.
[h] Evitar quando CLcr < 90ml/min.
[i] Metabólitos ativos.
[j] Metabólitos tóxicos.
[k] Usar com extremo cuidado.
[l] Atenção para neurotoxicidade.
[m] Atenção para cardiotoxicidade.
[n] Atenção para nefrotoxicidade.
[o] Atenção para gastrotoxicidade.
[p] Atenção para hepatotoxicidade.
[q] Atenção para mielotoxicidade.
[r] Atenção para rabdomiólise, miopatia.

Fórmula de Giusti-Hayton-Tozer
FA = 1 / [ fe * ( FGpac /120 - 1) + 1]
FA = fator de ajuste.
fe = maior fração ativa da substância (fármaco ou metabólito) excretada pelos rins em condições normais.
FGpac = filtração glomerular do paciente (ml/min).
120 = filtração glomerular normal (ml/min).

*Para calcular o fator de ajuste (FA), use o clearance da creatinina sem correção para 1.73m2 de superfície corporal. As calculadoras abaixo permitem reverter o clearance da creatinina para o valor não corrigido (CLcr-nc):


Superfície corporal (SC)
Peso kg
Altura cm
  
SC real m2

Clearance não corrigido (CLcr-nc)
Clcr ml/min/1.73m2
SC real m2
  
CLcr-nc ml/min

=o=

Substâncias novas ou ausentes
na caixa de seleção acima

=Use ponto para separar casas decimais=

Fator de ajuste
Entre com o clearance da creatinina e fe**
Clearance ml/min
fe
  
FA

**fe = maior fração ativa da substância (fármaco ou metabólito) excretada pelos rins em condições normais.


Método D
Dose normal
  
Dose na IR

Método I
Intervalo normal
  
Intervalo na IR

Método D/I
Dose normal
Intervalo normal
Intervalo desejado
  
Dose ajustada/Int.


BIBLIOGRAFIA

1. Aronoff GR, Bennett WM, Berns JS, Brier ME, Kasbekar N, Mueller BA, et al. Drug prescribing in renal failure: dosing guidelines for adults and children. 5th Ed. Philadelphia (PA): American College of Physicians; 2007.

2. Ashley C, Currie A.: The renal drug handbook. 4th ed. Oxford (UK): Radcliffe Medical Press; 2014.

3. Seyffart G. Seyffart's Directory of Drug Dosage in Kidney Disease. Dustri-Verlag Dr. Karl Feistle GmbH&Co. KG, Munich, 2011.

4. Cervelli MJ. The Renal Drug Reference Guide. Edited by Matthew J Cervelli, Adelaide, Australia; 2008.

5. Barsanulfo-Pereira E. Uso de Medicamentos na Insuficiência Renal. In Riella MC: Princípios de Nefrologia e Distúrbios Hidroeletrolíticos 5ª Ed., Cap. 50;902-938. Editora Guanabara-Koogan, Rio de Janeiro; 2010.

6. Golightly LK, Teitelbaum I, Kiser TH, Levin DA, Barber GR, Jones MA, Stolpman NM, Lundin KS. Renal Pharmacotherapy - Dosage Adjustment of Medications Eliminated by the Kidneys. Springer, NY, 2013.

7. Schrier RW, Gambertoglio JG.: Handbook of Drug Therapy in Liver and Kidney Disease. Little, Brown and Company, Boston, 1991.

8. Matzke GR, Aronoff GR, Atkinson Jr AJ, Bennett WM, Decker BS, Eckardt K-U, Golper T, Grabe DW, Kasiske B, Keller F, Kielstein JT, Mehta R, Mueller BA, Pasko DA, Schaefer F, Sica DA, Inker LA, Umans JG and Murray P. Drug dosing consideration in patients with acute and chronic kidney disease - a clinical update from Kidney Disease: Improving Global Outcomes (KDIGO). Kidney International (2011) 80, 1122-1137.